Resenha do canal @essasescritoras “revista Mystério Retrô”

PROGRAMAÇÃO 13 NOV 15H30 às 16H30 Literatura Noir “Mulheres Empilhadas”
novembro 3, 2020
Em casa com o Flipoços: Vera Carvalho Assumpção
junho 12, 2020
A revista Mystério Retrô é uma ideia genial do meu amigo Tito Prates! Além de ser uma homenagem aos 100 anos do primeiro romance policial escrito por brasileiros (Mystérios), é uma revista que traz contos e artigos de qualidade. No século passado muitas foram as revistas de língua inglesa que traziam contos de autores que começavam suas carreiras. Aqui no Brasil também circularam algumas revistas de contos como a Mistério Magazine da Ellery Queen, a X-9, a Detetive, esta dirigida por Nelson Rodrigues e onde Pagu (Patrícia Galvão) publicou seus contos policiais. Ela publicou-os sob pseudônimo e só muitos anos depois ficamos sabendo que ela foi uma das primeiras brasileiras a escrever o gênero policial. O primeiro número da Mystério Retrô está excelente. Há um ótimo artigo de Raul de Souza Paz que fala sobre o reviver destas revistas. Há também o artigo de Pedro Cadina sobre as investigações do detetive Jack Reacher, que já foi levado às telas por Tom Cruise. Os contos começam com “Marcas de Sangue” protagonizado pelo detetive Alyrio Cobra, de minha autoria. Confesso, sem falsa modéstia, que reli e gostei! O segundo é “Best Friends Forever” de Débora Gimenez (membro do Essas Mulheres). Um complicado imbróglio de amizades e paixões que sua brilhante detetive Paula Oliveira consegue destrinchar de forma magistral. Tendo em mãos “O Bilhete Anônimo” que diz “Um de vocês morrerá amanhã à noite”, a angelical detetive Jolie, criada por Vicento Hughes, desvenda um complexo mistério que envolve relações familiares. Em “Código no Cadafalso” de Igor Morales, o detetive Toledo foi chamado pelo investigador Arthur para resolver o assassinato de um amigo do detetive. Os dois se envolvem em uma trama complexa com final surpreendente. Em “O Desaparecimento de Dana Feldman”, Claudia Lemes traz o primeiro caso de Bárbara Castelo (que atua em Inferno no Ártico). Aos dezessete anos, Bárbara já possuía capacidade de dedução e audácia suficientes para resolver um caso em que seu pai, Shaw, estava trabalhando. Trama excelente. Em “No Limite do Céu”, Cristiane Krumenauer nos traz a detetive Alice Stoifeld (que atua em A Máscara de Flandres). Enfrentando a multidão que quer invadir a igreja, ela segura a onda e resolve o caso. “O Pusilânime” de Tito Prates nos traz a excêntrica senhorinha Edimburghese Morgado narrando uma deliciosa história sobre o primeiro caso que desvendou a partir de um sinistro caixote encontrado num túmulo de família contendo uma jovem recém falecida! Em “A Mancha Na Parede”, A.T. Sérgio nos prende do começo ao fim esperando pelo desfecho que pode vir de onde menos se espera! Desta e de outras dimensões. “O Último Ônibus” de Victor Bonini é uma fascinante viagem onde um assassinato acontece dentro do ônibus e todos os passageiros tem condições de ser o assassino. Seguimos viagem na corda bamba até descobrir o que de fato ocorreu! Mystério Retrô é um resgate das revistas de mistério com contos e artigos de excelente qualidade. Não deixe de ler e assinar. @veracarvalhoassumpção